Camarão no pão
Cartas na mesa

Trabalhador Rural: avanços no campo e fomento da produção familiar

Portal OESTADONET, com informações da Agência Santarém - 26/05/2019

Produção chega às escolas do município. - Créditos: Agência Santarém de Notícias

O Dia Nacional do Trabalhador Rural foi comemorado no sábado,  dia 25 de maio. Em Santarém, os avanços com incentivos à melhoria da qualidade de vida do homem do campo com ofertas de Assistência técnicas e Mecanização agrícola são festejados pela prefeitura municipal.

 

Um desses serviços é realizado pela Patrulha Agrícola, que prepara a terra para o plantio. É o município que auxilia o comunitário com assistência técnica e mecanização da área plantada. Somente em 2018, 25 hectares de áreas foram preparados em propriedades rurais, beneficiando dezesseis famílias, principalmente na Região do Arapixuna. O trabalho beneficia outras localidades também como: Piracãera de Cima e de Baixo, bem como, Santarém Miri, Paricá, além de Santa Cruz.

 

Um dado importante relacionado à produção familiar, é que na gestão do prefeito Nélio Aguiar, em 2017, foi destinado à merenda escolar 473,04 toneladas de produtos da agricultura familiar. Em 2018, esse número saltou para 579,4 toneladas. Os números representam investimento na produção familiar com recursos da merenda escolar do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Os produtos são distribuídos a 445 escolas do município e do Estado, atendendo 86.877 alunos das redes municipal e estadual. Em 2018, o percentual de recursos atendeu cinco cooperativas, formada por 384 trabalhadores da agricultura familiar.

 

De acordo com os dados da última pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o município de Santarém, ocupa o segundo lugar na lista de maiores produtores de mandioca, com quase 400 mil toneladas anuais e 20.790 hectares de área plantada, perdendo apenas para o município de Acará.

 

Uma das comunidades que se destaca é Boa Esperança localizada na PA-370, Km 43. A vila é considerada a maior produtora da farinha de tapioca da região oeste do Pará bem como a produção da mandioca.

 


Santarém tem grande produção de mandioca.

 

A mandioca plantada em Santarém é beneficiada e transformada em farinha de tapioca, farinha amarela e farinha d'água, que abastecem as feiras de Santarém. De acordo com o associado da Cooperativa de Produtores da Agricultura Familiar da Comunidade Boa Esperança (Coopboa), Francisco dos Santos, a mandioca é uma boa fonte de renda, e que vem ganhando destaque nos últimos anos graças ao apoio da Prefeitura.

 

A Região Oeste do Pará, composta por 20 municípios, atualmente, produz 2 milhões de toneladas de mandioca por ano, o que representa 8% da produção nacional, que chega até 23 milhões toneladas. Atualmente, aproximadamente 5 mil produtores tm inscrição na Semap.

 


Produção Familiar nas feiras da cidade.

 

Com 3,86 milhões de toneladas, a mandioca foi o produto paraense com a maior previsão de produção para 2019 e mantém o estado como o maior produtor do Brasil.

 

O Secretário de Agricultura e Pesca, Bruno Costa, ressalta que diante da tamanha expressão, o município continua investindo e apoiando o trabalhador rural, para garantir-lhe condições de gerar renda, ter qualidade de vida e promover a segurança alimentar. "Enquanto município temos buscado apoiar o produtor rural oferecendo a assistência técnica. Isso sem dúvidas colabora com a aumento da produção e geração de renda", finalizou

 

A comunidade de Santa Cruz se destaca com a produção de Feijão Manteiguinha, maracujá e maior produtora do Milho. O produtor rural da localidade, Ronan Moura, se sobressai sendo um dos melhores produtores rurais beneficiado com a assistência. Só em 2019, o Niprof preparou a mecanização de 2 hectares de área para a plantação de milho. Na oportunidade foram entregues 100 mudas de maracujá para serem plantadas.


  • Imprimir
  • E-mail