Camarão no pão
Cartas na mesa

Barcos que atracavam no terminal improvisado para Tiradentes foram transferidos para a hidroviária no bairro da Prainha

Agência Santarém de Notícias - 11/05/2019

Terminal hidroviário do bairro da Prainha, em Santarém -

Para garantir o ordenamento das embarcações, a Prefeitura de Santarém, por meio das Secretarias Municipais de Infraestrutura (Seminfra) e Mobilidade e Trânsito (SMT), iniciou a retirada das balsas utilizadas para atracação de barcos no Porto da Tiradentes.

 

Inicialmente foram retiradas duas balsas. "A ação se faz necessária pela necessidade de organização da área que conta com obras do Projeto Orla. Já estamos com 82, 95% de serviço executado. As equipes estão trabalhando na confecção dos píeres em Manaus. Quando estiverem prontos, serão instalados 6 píeres que servirão para a atracação das embarcações. As balsas serão deslocadas para o Terminal de Cargas e Passageiros, localizado no bairro da Prainha. O local foi construído para esse fim e isso vai garantir mais segurança para quem trabalha e quem utiliza os barcos como meio de transporte", explicou o secretário de Infraestrutura, Daniel Simões.

 


Porto improvisado da Praça Tiradentes

 

Simões ainda explicou que essa é a primeira ação de mudança, após várias reuniões com os representantes das embarcações. "Durante os próximos dias, vamos continuar com a mudança, para não gerar muito transtorno. Mesmo com a retirada das duas balsas de frente à Tiradentes, as embarcações de pequeno porte ainda contam com balsas para atracação na Avenida Tapajós, uma em frente à igreja da Matriz e outra próxima à Rua Padre João".

 

Segundo a Divisão de Portos, da Secretaria de Mobilidade e Trânsito, hoje na Praça Tiradentes estão cadastradas para atracação 40 embarcações. O vice-presidente da Associação dos Carregadores do Porto, José Branches, acompanhou a retirada e contou que 50 associados esperam há 23 anos essa mudança. "Viemos da Vera Paz e nos disseram que era provisório. Passaram mais de 20 anos e continuamos aqui. Durante as reuniões foi apresentado o Terminal de Cargas e gostamos muito. É com muita alegria que estamos acompanhando essa mudança porque vai ser um serviço mais organizado", destacou.

 


Balsas do Porto Tiradentes começaram a ser deslocadas

 

O terminal de cargas e passageiros beneficiará Santarém e demais municípios da região do oeste do Pará. Segundo Simões, no terminal constam cais de arrimo, rampa de concreto armado, drenagem pluvial, cais flutuante, terminal de cargas e passageiros e estacionamento. "O Terminal é considerado uma Instalação Portuária Pública de Pequeno Porte (IP4), que é construída para favorecer a movimentação de cargas e passageiros em áreas distantes, atendidas pelo transporte fluvial. Com o terminal, vamos aumentar o fluxo turístico, além de possibilitar o fornecimento de alimentos, bens e serviços em geral.


  • Imprimir
  • E-mail