Camarão no pão
Cartas na mesa

Extração de minérios diminui e Indústria paraense tem queda de 11,3% no mês de março

Weldon Luciano - 10/05/2019

A indústria paraense teve queda de 11,3% no mês de março, principalmente pela menor produção de minérios de ferro em forma bruta ou beneficiada nas indústrias extrativas. A informação foi confirmada pelo Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia (IBGE) por meio da Pesquisa Industrial Mensal – Regional.  O Pará teve a maior queda industrial entre os estados pesquisados, seguido de Bahia (-10,1%), Mato Grosso (-6,6 %) e Pernambuco (-6%).

 

“Por conta da alta concentração nessa atividade, o resultado no estado fica vulnerável a oscilações na produção. O resultado da indústria está sendo determinado pelo alto nível de desemprego e pelo ambiente político, que acarretam cautela na decisão de investimento por parte dos empresários e no consumo por parte das famílias”, conclui Bernardo Almeida, gerente da pesquisa.

 

O IBGE aponta que a extração de minério de ferro representa cerca de 86% do total da indústria no Pará. Além da indústria extrativa outros setores também contribuíram para a queda na produção industrial como: produtos de madeira (-12,1%), metalurgia (-15,9%) e fabricação de papel e celulose (-17,4%).

 

Os dados obtidos atualmente rompem uma sequência positiva estabelecida pelo Pará entre 2017 e 2018.  A indústria local vinha de duas altas consecutivas em 2017 (10,3%) e 2018 (9,6%) sustentadas principalmente pela ampliação de novas plantas industriais que aumentaram produção de minérios de ferro, porém até o mês de março desse ano apresenta queda industrial de -0,7%.


  • Imprimir
  • E-mail