pms maio
Camarão no pão
Banpará

Mesmo afastado, vereador Mano Dadai permanece recebendo salários no período de 120 dias

Weldon Luciano - 23/04/2019

A Câmara Municipal de Santarém informou na tarde desta terça-feira, 23 de abril, que cumprirá a decisão judicial que determinou o afastamento do vereador Yanglyer Glay Santos Mattos, conhecido como Mano Dadai, condenando na Operação Perfuga pelos crimes de peculato e formação criminosa. O comunicado pcorreu por meio de nota à imprensa, assinada pelo Presidente da casa, o vereador Emir Aguiar.  O poder legislativo informou também que no período de 120 a cadeira permanecerá sem a presença de um suplente e o parlamentar deve continuar recebendo seus salários e seu gabinete manterá expediente normal.

 

Apesar de polêmica, a medida atenderia ao regimento interno da casa, considerando o direito de ampla defesa que é concedido ao vereador que ainda pode recorrer da decisão judicial que determinou sua condenação. Caso as apelações sejam negadas e a sentença mantida, o legislativo deve então providenciar o trâmite legal que autorize o substituto a ocupar o cargo. Francisco Ribeiro Barbosa, conhecido como Chiquinho do Aeroporto Velho é quem deve assumir.

 

O vereador Mano Dadai e sua ex-esposa Patrícia Gonçalves foram condenados por peculato e associação criminosa. A sentença foi proferida no dia 15 de abril, pelo juiz titular da 1ª Vara Criminal, Alexandre Rizzi. Ambos estão respondendo em liberdade e permanecem soltos até que os recursos cabíveis para o caso sejam julgados. Como parte da condenação, o parlamentar perde o mandato assim que o trânsito do processo for julgado. A pena ficou estabelecida em 8 anos e 6 meses de prisão em regime fechado. Ainda segundo a sentença os dois foram absolvidos das acusações do crime de inserção falsa de dados no sistema do poder legislativo.

 

A pedido do Ministério Público, o magistrado também acatou o afastamento cautelar do vereador. Patrícia foi condenada a 6 anos de prisão em regime semiaberto, além da devolução de R$ 55 mil, valores recebidos durante os 14 meses que esteve na folha de pagamento da Câmara sem a devida prestação do serviço. Os dois foram preso em 2017, mas respondiam em liberdade até a sentença.  

 

NOTA À IMPRENSA
 

O Presidente da Câmara Municipal de Santarém, atendendo à decisão do Juiz da 1ª Vara Criminal de Santarém, vem por meio deste, informar o afastamento cautelar imediato do cargo de vereador de Yanglyer Glay Santos Mattos (Mano Dadai). O documento com a decisão judicial chegou à esta Casa de Leis nesta terça-feira (23/04). Mano Dadai já foi notificado da decisão.
 

EMIR AGUIAR
Presidente da Câmara Municipal de Santarém


  • Imprimir
  • E-mail