Alcoa Juruti
El Mexicano 2
churrascaria interno

Comunidades ribeirinhas em Santarém ficaram desassistidas após saída de cubanos e a desistência de brasileiros

Weldon Luciano - 12/04/2019

Vereador Junior Tapajós(PR) -

Sem médicos desde novembro, as comunidades de Vila Socorro, Santana do Ituqui e Vila Curuai localizadas na zona rural de Santarém sofrem com ausência de médicos, desde que os cubanos se retiraram após o fim do contrato. A desistência dos profissionais brasileiros em ocupar esta vagas em regiões distantes dos grandes centros também é uma das causas que tem deixado a população desassistida.  A preocupação com a demora na substituição de médicos foi tema de pronunciamento na Câmara Municipal. O vereador Junior Tapajós (PR) a política adotada pelo atual Governo Federal, mesmo antes de tomar posse, prejudicou principalmente as regiões interioranas.

 

“Lamento muito que até este mês de abril, essas comunidades ainda estejam desassistidas, tudo por uma precipitação do Governo Federal. A saúde básica está seriamente comprometida, por consequência acaba aumentando a demanda dos postos de urgência, emergência e até mesmo de alta complexidade, que é o caso da UPA 24h e Pronto Socorro Municipal. Atualmente a Secretaria de Saúde tem que abrir vários editais de chamada, para encontrar candidatos que queiram vir para as comunidades e, na maioria das vezes os que aceitam o desafio acabam desistindo antes mesmo de chegar à região” desabafou o parlamentar.

 

Segundo apurou o Portal OESTADONET, o médico que vinha de São Paulo para preencher a vaga na comunidade de Vila Curuai não se apresentou. O prazo encerrou na sexta-feira, 5 de abril, sem que ele tivesse sequer justificado a ausência. A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) entrou em contato com o profissional durante a semana, que informou a desistência, mas não teria esclarecido os motivos. A pasta deve entrar em contato com o Ministério da Saúde para saber como proceder para a escolha de um outro médico.

 

No caso de Vila Socorro e Santana do Ituqui, duas médicas, uma vinda do Maranhão e outra do Paraná já passaram por treinamento e devem seguir para as comunidade na segunda-feira, 15 de abril, quando iniciam os trabalhos.

 

Ainda durante o discurso, Tapajós reiterou o pedido feito no ano passado, solicitando o programa Mais Médicos para a região do Arapiuns, nas comunidades de Vila Gorete e Cachoeira do Aruã. Segundo o parlamentar, as comunidades que possuem estrutura necessária para receber os profissionais e podem possibilitar ainda o atendimento às comunidades da Resex Tapajós Arapiuns.


  • Imprimir
  • E-mail