Camarão no pão
Cartas na mesa

Homem quebra recepção do Hospital Unimed Santarém ao saber que prima faleceu

Weldon Luciano - 08/04/2019

Funcionária do hospital varre os estilhaços de vidro da portaria. -

A morte Claudenice Vieira, 49 anos, no Hospital da Unimed, ocorrida no domingo, 7 de abril, ganhou repercussão nas redes sociais, principalmente, após o compartilhamento de vídeo em que aparece a porta de vidro e alguns equipamentos danificados na recepção do Hospital. A versão divulgada por alguns internautas é teria ocorrido a revolta de um dos familiares que provocou os danos. Porém, nesta segunda-feira, 8 de abril, tanto o Hospital quanto familiares da paciente que passou por um procedimento bariátrico, há poucos dias, seria de que ela morreu por complicações de uma hérnia abdominal estrangulada e não por um suposto erro médico. Não há  confirmação se a família vai ressarcir os prejuízos.

 

Segundo apurou o Portal OESTADONET, que conversou com alguns familiares, a paciente passou pelo procedimento bariátrico (redução do estomago) na semana passada e recebeu alta médica, retornando para Monte Alegre, sua cidade de origem. De acordo com informações repassadas pela Unimed, durante o fim de semana ela passou mal sentindo fortes dores e foi trazida de lancha até Santarém.  Com o diagnóstico de uma hérnia abdominal estrangulada, a mulher não resistiu e morreu por volta das 17h do domingo.

 

Os familiares confirmaram que um dos primos da paciente, aos saber da morte, teve um surto e acabou provocando os danos na recepção. A família nega que o episódio tenha ocorrido por erro médico, versão confirmada pelo Hospital.

 

O corpo da paciente foi liberado e levado para Monte Alegre, onde será sepultado. 

 
 


  • Imprimir
  • E-mail