Camarão no pão
Cartas na mesa

Marcha dos Prefeitos: municípios do Pará levam reivindicações ao Governo Federal

Weldon Luciano - 08/04/2019

Problemas de infraestrutura, saúde, educação e segurança pública no Pará serão as pautas principais debatidas por prefeitos, durante a XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que acontecerá entre os dias 8 e 11, em Brasília. O evento contará com a participação também do governador Helder Barbalho e a presença de 104 prefeitos paraenses de toda as regiões do estado, incluindo o de Santarém, Nélio Aguiar. Representantes da Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó (Amam), da Associação dos Municípios do Araguaia, Tocantins e Carajás (Amat Carajás), da Associação dos Municípios da Calha Norte (Amucan), da Associação dos Municípios do Nordeste Paraense (Amunep) e da Associação dos Municípios das Rodovias Transamazônica Santarém-Cuiabá e Região Oeste do Pará (Amut) estarão em Brasília.

 

“É uma honra um prefeito do Pará fazer esse trabalho. A união por um Brasil melhor é o tema central desta edição e deve orientar as discussões entre autoridades e mais de sete mil gestores locais de todas as regiões do país”, destaca Aguiar ( na foto ).

 

Nélio Aguiar, presidente da Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará (Famep) foi convidado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) para coordenar a mesa que irá debater as transferências de recursos federais aos municípios durante a marcha dos prefeitos, um dos maiores eventos políticos do país.

 

“Todo este processo integrado a boa representação política são as bases de um Estado desenvolvido. Por este motivo que a Famep, junto com as associações e consórcios regionais, realizou um trabalho conjunto e elaborou a Pauta Municipalista 2019, que será entregue aos representantes do governo federal e estadual, em Brasília”, conclui Nélio.

 

A reivindicações serão apresentadas durante reunião com a bancada de senadores e deputados federais. A educação e a assistência social serão uma das áreas para as quais a Associação dos Municípios das Rodovias Transamazônica Santarém/Cuiabá e Região Oeste do Pará (Amut) vai tentar atrair apoio. Merenda e transporte escolar, ampliação do ensino médio e implantação de Creas na região também estão entre as demandas da Associação.

 
 
 


  • Imprimir
  • E-mail