Alcoa Juruti
El Mexicano 2
churrascaria interno

Na abertura do Governo Itinerante, Helder retoma obras do materno-infantil e destaca diminuição das desigualdades entre regiões no Pará

Weldon Luciano - 20/03/2019

Iniciando as atividades do Governo Itinerante em Santarém, o governador Helder Barbalho esteve no auditório da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), onde executou as primeiras ações na região do Tapajós. Áreas como saúde e infraestrutura estiveram entre as demandas. Na ocasião, foram assinados convênios, entre eles, a retomada das obras de conclusão do Hospital Materno-Infantil em Santarém.   

 

Em seu discurso, Helder destacou a adesão e participação de 28 parlamentares na jornada pela região do Tapajós. “O governo que se dispõe e se propõe ser efetivo, só terá sucesso com a parceria dos municípios. Nossos parlamentares estão demonstrando a sensibilidade e responsabilidade do parlamento em fiscalizar e contribui em todo o Pará. Meu agradecimento pela parceria”, disse Helder.

 

Helder comentou o esforço por recursos e citou a luta em busca de alternativas para que o Pará receba compensação pela exploração mineral em seu território, o que vem sendo muito prejudicado ao longo dos anos por conta da lei Kandir. Ressaltou o empenho de todos para reverter essa situação.  “A área técnica do Tribunal de Contas (estadual) tem debatido a pauta da lei Kandir. Estados do perfil do nosso que coopera com a balança comercial do país, mas não recebem de volta os benefícios precisa ser mudado. O apoio da equipe me permite coordenar o trabalho para construir uma solução e efetive o processo de compensação”.

 

Sobre a oportunidade de reunir com as delegações do municípios da região e a realização da Audiência Pública do Plano Plurianual (PPA) para os anos de 2020-2023, Helder afirmou que deve receber as reivindicações e buscar o encaminhamento das pautas que forem possíveis. “Essa agenda permitirá que eu possa receber cada delegação municipal. Abrindo espaço, para que cada um possa apresentar suas demandas e a gente possa deliberar as ações que possam ser contempladas. Ouvindo a sociedade deliberaremos as ações necessárias para todo o estado”.

 

Após a assinatura do convênio que permitirá a conclusão do Hospital Materno Infantil, o governador lembrou das obras paradas e o quanto este aparato médico faz falta para mães e crianças nascidas em Santarém e nas demais cidades vizinhas. “O hospital materno infantil foi apresentado como a obra mais importante para o município. Não foi possível ter a conclusão deste equipamento e isto trouxe grandes dificuldades. Com ele concluído não haverá mais necessidade de deslocamento. Nossas mães e bebês serão atendidos aqui. Se o problema era falta de dinheiro, agora não é mais”.

 

Helder concluiu seu discurso, ressaltando o principal objetivo do governo itinerante é garantir que as desigualdades entre as regiões mais distantes da capital sejam amenizadas, estabelecendo um governo mais presente, até mesmo em regiões mais distantes da capital. “Ao final do mandato pretendo concluir minhas ações sem que ninguém defenda a divisão estadual como forma de garantir desenvolvimento das regiões do Pará”, concluiu o governador.  


  • Imprimir
  • E-mail