Camarão no pão
Cartas na mesa

Hospital municipal confirma morte encefálica de jovem atacado após sair de bar

Weldon Luciano - 17/02/2019

O jovem David Amaral, de 18 anos, que foi agredido sob suspeita de homofobia teve morte cerebral. A informação foi confirmada pela direção do Hospital Municipal de Santarém. Por meio de nota, a Assessoria de Comunicação informou que o protocolo de morte encefálica iniciou na última sexta-feira, 15 de fevereiro, só ao final de todos exames exigidos pelo protocolo que foi possível oficializar a morte cerebral neste domingo, 17 de fevereiro. A família irá decidir pela doação de órgãos.

 

O caso do adolescente David Amaral, de 18 anos, entra nas estatísticas de violência contra a comunidade LGBT  e permanece sob investigação da polícia, uma vez que a família acredita que esta seria a motivação da agressão sofrida por ele.

 

 

David foi encontrado em um terreno baldio no bairro Livramento, na manhã da quinta-feira, 14 de fevereiro. O jovem apresentava sinais de espancamento, além de estar despido da cintura para baixo. David deu entrada no hospital com várias fraturas no crânio.

 

 

Segundo o Boletim Médico emitido pelo Hospital Municipal, ele passou por um procedimento cirúrgico. A equipe de neurocirurgia realizou uma craniectomia descompressiva, um procedimento muito delicado e seu caso era considerado gravíssimo.

Leia mais aqui


  • Imprimir
  • E-mail