Camarão no pão
Cartas na mesa

Prática de pesca predatória e conflitos na região do Ituqui são tratados em reunião no Ministério Público do Pará

Weldon Luciano - 20/10/2018

A promotoria de Justiça de Meio Ambiente e Urbanismo de Santarém, realizou quinta-feira(18), na sede da Promotoria de Justiça, reunião com a Colônia de Pescadores Z-20 de Santarém e o Conselho Regional de Pesca do Ituqui, para tratar de conflitos na região, causados pela prática de pesca predatória. De acordo com a assessoria de comunicação do MPPA, o encontro foi presidido pelo promotor de justiça Paulo Arias.

Foram tratadas questões relativas as medidas que o poder público municipal, estadual e federal. Além da regulamentação dos Planos de Utilização das Regiões de Pesca, o MP ressaltou que devem ser adotadas medidas para impedir os conflitos entre os pescadores da comunidade e os infratores que praticam pesca predatória. Na ocasião, ficou estabelecido que será agendada reunião em data a ser definida pela Colônia de Pescadores Z-20, no prédio da Promotoria de Justiça de Santarém, com a participação de todos os órgãos públicos com competência na matéria.

A reunião teve a presença de representantes da diretoria e do Núcleo de Base da Colônia de Pescadores Z-20, do Conselho Regional de Pesca do Ituqui, Associação Quilombo do São José do Ituqui, Quilombo São Raimundo do Ituqui, da Pastoral Social da Região do Ituqui, da Associação Quilombola Maria Valentina, que representa as comunidades Nova Vista, São José e São Raimundo, e da Sociedade para Pesquisa e Proteção do Meio Ambiente (Sapopema).


  • Imprimir
  • E-mail