Doe Sangue
Não a Violencia
Aniversário STM

Coluna OEstadoNet 09.06.2018

Portal OESTADONET - 09/06/2018

Sinal amarelo - O Tribunal de Contas do Município de São Paulo suspendeu licitação aberta para concessão de linhas de ônibus na capital paulista. A medida ocorreu três dias antes do anúncio das empresas vencedoras, marcada para segunda-feira (11). A principal irregularidade apontada pelo TCM-SP foi a falta de estudo que viabilize  um prazo de 20 anos dos contratos, considerado muito longo. Em Santarém, a prefeitura foi mais prudente ao enviar pedido de autorização a Câmara, estabelecendo a metade do prazo. O projeto do executivo para terceirização do transporte coletivo já tramita nas comissões técnicas da casa legislativa. *** CAEC faz mal à saúde -  Servidora do CAEC de Santarém teve que ser socorrida pelo SAMU, esta semana. A mulher passou mal apos ter sido assediada moralmente por uma superiora. Motivo do stress: o emperramento de uma porta interna do prédio.*** Celpa é a pior - O Procon estadual aponta a Celpa como campeã de reclamações dos consumidores em todo o Brasil. Foram quase 10 mil queixas dos clientes, em 2017, entre as quais mais de 3 mil por cobrança abusiva, o que deixa o Pará, por conta de sua concessionária de energia elétrica, em mais uma situação vexatória perante os outros estados. *** Geração santarena no Doutorado Jurídico - O pai, promotor, o filho, advogado,  e um dos amigos próximos da família Brasil concluíram o curso de doutorado em ciências jurídicas na universidade Del Museu, na Argentina. O promotor Raimundo Brasil e os advogados Luiz Claudio Brasil e Geraldo Sirotheau são os mais novos doutores de Santarém. São duas gerações que entraram para o seleto grupo de profissionais do direito que ostentam o título de doutorado em Santarém. Raimundo Brasil defendeu e teve aprovada a tese intitulada "O Estado Moderno: do absolutismo da realeza ao liberalismo da Revolução Francesa." *** Fogo à vista - O tenente-coronel bombeiro Luiz Cláudio, que comanda a tropa em Itaituba, promete "incendiar" os tribunais com ações de reparações de danos, tanto na área civil quanto criminal, em Santarém. Não vai ter extintor que contenha a disposição do militar em pedir punição àquele que tentou compuscar sua honra.*** Esta coluna é publicada aos sábados.

Atualização: 14h16

A Celpa esclarece. Leia Aqui


  • Imprimir
  • E-mail