BANPARÁ BIO 2
Alfabetiza junho

Sistema viário de Santarém está comprometido devido às chuvas. Nélio Aguiar vai decretar terceira emergência

Portal OESTADONET - 08/05/2017

Créditos: Prefeito Nélio Aguiar assina decreto de situação de emergência por causa alagamentos provocados por enchente em Santarém. Foto: OESTADONET

O prefeito Nélio Aguiar anunciou na tarde desta segunda-feira(8), durante entrevista coletiva,  que só espera relatório da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra) e da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil(Condec) para decretar estado de emergência do sistema viário da cidade. Segundo o prefeito de Sanatrém, o grande volume de chuvas neste trimestre está inviabilizando o tráfego de diversas ruas dos bairros do Santíssimo, Nova República, Floresta, Santarenzinho, Uruará, Santo André, entre outros, cujo leito das vias foi escavado.

Nélio Aguiar assinou nesta segunda-feira decreto que reconhecimento de situação de emergência na zona urbana do município e comunidades da zona rural afetadas pela enchente dos rios Tapajós e Amazonas. Pelos cálculos da Comdec, cerca de 3.700 pessoas estão desalojados em áreas de várzea, no interior do município, ou áreas de risco na zona fluvial de Santarém.

Na última sexta-feira( 5), o prefeito assinou decreto de situação de emergência por causa dos estragos pelo vandaval ocorrido no dia 28 de abril, em Vila Brasil, no Arapiuns, onde uma escola ficou destruída e casas foram atingidas nas ruas Pau Brasl e Everaldo Martins.

O decreto de emergência por causa das enxurradas que danificam o sistema viário de Santarém será o terceiro a ser assinado em menos de uma semana pelo prefeito Nélio Aguiar.

Com a assinatura de decretos que reconhecem situação de emergência por causa de vendaval, enchente e erosão do sistem viário de Santarém, Nélio Aguiar espera sensibilizar a Comissão Nacjional de Defesa Civil a encaminhar pedido de ajuda financeira ao Ministério da Integração Nacional. Os planos de trabalho contendo o valor dos recursos necessários às obras de reconstrução de ruas, estradas vicinais, escolas, cais de arrimo já foram enviados a Brasília.

No decreto assinado nesta segunda-feira, o prefito Nélio Aguiar reconhece estado de emergência as áreas afetadas pelas enchentes, permite a convocação de voluntários, a realização de campanhas de arrecadação de bens materiais junto à comunidade, disciplinando a atuação dos agentes da Defesa Civil nos trabalhos de evacuação e interdição de áreas de risco, além de estabelecer critérios para desapropriação de áreas identificadas como inseguras para a população.




  • Imprimir
  • E-mail