banpara LCI julho 2024


Após denúncia do Portal OESTADONET, justiça cancela show de Léo Magalhães, em Mojuí dos Campos, a pedido do MP

Portal OESTADONET - 06/07/2023

Léo Magalhães - Créditos: Arquivo/Divulgação

A Vara Cível e Empresarial de Santarém acatou pedido do promotor Adleer Calderado Sirotheau, do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) e determinou o cancelamento do show do cantor Léo Magalhães, marcado para o próximo sábado (8), na cidade de Mojuí dos Campos, no oeste do Pará. O sertanejo seria uma das atrações da 11ª Festa da Integração Nordestina, que começa neste fim de semana.

 

Juiz que cancelou show de Léo Magalhães diz que ato da prefeitura ofende a razoabilidade e a eficiência administrativa durante estado de emergência

 

A denúncia de uso de dinheiro público em ações desnecessárias e contratação de uma empresa da Bahia por um município que decretou situação de emergência por causa das chuvas, neste ano, foi publicada pelo Portal OESTADONET e pelo site Tapajós Notícias, em abril. LEIA AQUI.

 

Nesta quarta-feira (5), a justiça do Pará concedeu liminar cancelando a atração nacional da festa. 

 

Do valor da contração de R$ 270.000,00 foram pagos R$ 81.000,00 correspondentes a 30% do valor, na assinatura do contrato, e o restante estava marcado para ser quitado o dia 07/07/2023, com
a apresentação de Nota Fiscal e atesto da Secretaria Municipal de Gestão Administrativa de Mojuí dos Campos.

 

 

 

 

 

Conforme revelou o Portal OESTADONET, em abril deste ano, a Prefeitura de Mojuí dos Campos contratou o show de Léo Magalhães por R$ 270 mil. No mês passado, o sertanejo se apresentou em Parintins e recebeu R$ 150 mil de cachê. 

 

A prefeitura alega que o valor pago pelo show no município paraense é maior que o pago pela cidade amazonense por causa da logística. A justificativa não convenceu a Justiça.

 

Em abril deste ano, a prefeitura de Mojuí dos Campos, publicou no Diário Oficial do Estado (DOE), o extrato de inexigibilidade de licitação (sem concorrência), e contratou a empresa Top Primer Musicais Ltda., da Bahia, para a realização do cantor Léo Magalhães pelo valor de R$ 270 mil. O artista seria a atração nacional da 11ª Festa da Integração Nordestina.

 

Mojuí dos Campos tem uma população de pouco mais de 22 mil habitantes, onde chama a atenção de que um pequeno município, com baixa arrecadação, gaste uma enorme soma em dinheiro público para realizar um show nacional na cidade.

 

Em Ulianópolis, município da região sudeste do estado, a justiça negou liminar em ação do Ministério Público para suspensão dos shows programados para a Feira Agropecuária no município(Agrofest), que ocorrerá entre os dias hoje(7) e domingo(9), com apresentação de artistas nacionais e locais bancados com recursos públicos, no valor de mais de 5 milhões de reais.

 

Ulianópolis é um município que há pouco tempo alegou que não tinha dinheiro para socorrer os atingidos por fortes chuvas. O promotor Carlos Lamarck Magno Barbosa tenta ainda proibir os shows.

 




  • Imprimir
  • E-mail