banpara LCI julho 2024
Verão julho

Justiça decide mandar a júri popular homem que matou namorado da ex-mulher, em Santarém (PA)

PORTAL OESTADONET - 01/02/2024

 

O juiz Gabriel Veloso de Araújo, titular da 3ª Vara Criminal de Santarém, decidiu, durante audiência de pronúncia, realizada nesta quarta-feira (31), mandar a júri popular, o réu Claudemir Pereira de Oliveira, acusado de matar a tiros, Sergio Manoel da Silva Sá, crime ocorrido no dia 5 de agosto de 2023, no bairro Vitória Régia, em Santarém, no oeste do Pará. O réu está preso desde o dia 18 de setembro do ano passado.

 

A decisão do magistrado foi proferida após a audiência. Gabriel Veloso de Araújo determinou que seja providenciada a intimação de todos os envolvidos e que os autos sejam remetidos ao Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) para cumprimento do artigo 422 do Código de
Processo Penal. 

 

Após isso, o juiz vai marcar a data da sessão de julgamento do júri popular do réu.

 

O juiz Gabriel Veloso de Araújo indeferiu ao acusado, o direito de recorrer em liberdade da decisão. 

 

O réu Claudemir Pereira de Oliveira foi pronunciado pelo homicídio qualificado por motivo torpe e meio que dificultou ou impossibilitou a defesa da vítima Sérgio Manoel da Silva Sá, morto com dois disparos de arma de fogo. 

 

Segundo os autos, o crime aconteceu na madrugada do dia 5 de agosto de 2023. A vítima Sérgio Manoel da Silva Sá estava na residência da Suelen do Carmo Silva, localizada na rua Jader Barbalho, no bairro Vitória Régia, periferia de Santarém, quando o acusado chegou armado.

 

A vítima já estava deitada e quando ouviu batidas na porta da residência, se levantou para ver quem era. Ao abrir a porta, deu de cara com Claudemir, que estava armado e efetuou um disparo à queima-roupa. Mesmo ferido, Sérgio tentou correr, mas foi novamente alvejado com outro disparo nas costas. 

 

Suelen, após ouvir o primeiro disparou, correu para ver o que estava acontecendo, foi quando teve o segundo tiro. Ela encontrou Sérgio caído e avistou Claudemir fugindo da cena do crime.

 

Nos autos, ela contou que Claudemir era seu ex-companheiro.

 

Claudemir se apresentou no Fórum de Santarém no dia 18 de setembro, acompanhado de um advogado. Ele foi preso, após constatarem que havia contra ele, um mandado de prisão expedido pelo juiz Gabriel Veloso de Araújo.




  • Imprimir
  • E-mail