banpara LCI julho 2024


Jussara Paixão, acusada de provocar a morte de Líbia Tavares, vai ser julgada pelo tribunal do júri

Portal OESTADONET - 09/11/2023

O juiz Gabriel Veloso, titular da 3ª Vara Criminal da Comarca de Santarém, emitiu nesta manhã decisão pronunciando a acusada Jussa Nadiny por homicídio doloso (motivo fútil e meio que dificultou ou impossibiliou a defesa do ofendido) em relação a morte de Líbia Tavares, após discussão em um bar e posteriormente, a vítima foi arremessada do capô do carro de Jussara, no dia 22 de fevereiroo de 2023, na avenida Sérgio Heen, em Santarém, no Oeste do Pará.

 

A setença de pronúncia  determina que a suspeita seja submetida a Tribunal do Júri.

 

Da decisão cabe recurso. Como Jussara está em liberdade mediante medidas cautelares e não houve notícias de quebra de aludidas medidas foi concedido o direito a ela de recorrer nessa mesma condição.

 

Jussara Nadiny foi denunciada pelo MP pela prática de homicídio qualificado. O MP reforça que Jussara teria causado a morte Libia Tavares dos Santos, na madrugada do dia 22 de fevereiro deste ano, após uma discussão iniciada em um bar, na avenida Mendonça Furtado, no bairro Prainha, que terminou em perseguição e, consequentemente, na morte da vítima por atropelamento. 

 

Jussara Nadiny está em liberdade provisória desde o dia 28 de março com medidas cautelares impostas pela Justiça.




  • Imprimir
  • E-mail