Camarão no pão
Cartas na mesa

Delegado Geral do Policia Civil do Pará determina investigação sobre ação de agiotas colombianos em Santarém

Weldon Luciano - 09/05/2019

Delegado Geral do Policia Civil do Pará, Alberto Teixeira, determinou a apuração sobre ação de agiotas colombianos em Santarém. A informação foi confirmada pelo Programa Cartas na Mesa, que foi ao ar nesta quinta-feira, 9 de maio, pela Rádio Guarany FM. A medida segue a linha das autoridades em outros estados do Brasil, que estão intensificando o combate e punindo responsáveis por esses crimes contra a economia popular e o sistema financeiro nacional.  

 

Agiotas de origem colombiana seguem agindo com empréstimos ilegais na praça da Matriz em Santarém. Segundo apurou a equipe de reportagem um grupo de aproximadamente 20 pessoas continua abordando mototaxistas, camelôs e demais comerciantes que atuam no entorno. Diversos casos já foram denunciados, mas o bando parece não se importar e permanece com suas atividades. 

 

A divulgação do serviço ocorre por meio de cartões entregues nos estabelecimentos comerciais com as propostas e o contato. Os valores disponíveis variam de R$ 300 a R$ 3000 por pessoa. Um comerciante que emprestar R$ 3.000,00, se compromete a pagar parcelas de R$ 180 por dia durante vinte dias. No fim do prazo estipulado, o valor a ser pago para os agiotas passa a ser R$ 3.600.

 

Casos de agiotagem também estão sendo registrados no Porto dos Milagres, no bairro Uruará e no Mercadão 2000, em frente a cidade. De acordo com testemunhas, o grupo de colombianos tem agido junto aos pescadores. No fim da tarde, quando a venda do pescado vai se encerrando, eles podem ser vistos no circulando nestes locais monitorando o movimento, abordando os vendedores para oferecer os empréstimos ou cobrar a quantia de juros diária imposta ao usuários que já contrataram o serviço. 


  • Imprimir
  • E-mail