Camarão no pão
Cartas na mesa

Imunização de crianças e de grávidas contra o H1N1 ainda é considerada baixa em Santarém, aponta Semsa

Weldon Luciano - 04/05/2019

A imunização de crianças de 6 meses a menores de 6 anos e de grávidas ainda é considerada baixa em Santarém. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Neste sábado(4) é o Dia D da Campanha de vacinação contra a H1N1. 

 

Segundo relatório com base em dados coletados até o dia 26 de abril, os menores índices alcançados estão os idosos com 2.852 doses aplicadas (12,34% da meta), gestantes com 395 vacinadas (8,11%), crianças com 2.563 vacinados (7,71%) e Indígenas com apenas 86 imunizados (1,58%). O relatório até então não havia contabilizou o percentual atingido entre os privados de liberdade do sistema prisional e os pacientes que possuem doenças crônicas. Mais de 8 mil pessoas dentro dos grupos prioritários já foram vacinados e os números se aproximam de 10% do total.

 

Todos que fazem parte do grupo prioritário devem procurar os postos de vacinação neste sábado, 4 de maio. Fazem parte do grupo prioritário: crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade, gestantes (em qualquer período gestacional), puérperas (mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias), Idosos (pessoas com mais de 60 anos), profissionais da saúde, professores da rede pública e particular, população indígena, portadores de doenças crônicas (diabetes, asma, artrite reumatoide, doença de Crohn e outros males duradouros que sobem o risco de complicações, etc.).

 

Fazem parte também os indivíduos imunossuprimidos (pacientes com câncer que fazem quimioterapia e radioterapia, portadores do HIV), portadores de trissomias (síndromes de Down e de Klinefelter), pessoas privadas de liberdade e adolescentes internados em instituições socioeducativas e funcionários do sistema prisional. Recentemente, foram incluídos no grupo prioritário os policiais civis, policiais militares, policiais rodoviários, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas.

 

 

A gripe H1N1 é uma infecção aguda causada pelo vírus Influenza A, que afeta o sistema respiratório e que pode provocar complicações graves, inclusive a morte, se não for tratada a tempo. 


  • Imprimir
  • E-mail