Alcoa Juruti
El Mexicano 2
churrascaria interno

Morre aos 90 anos, o violonista e cantor Machadinho; Alas emite nota de pesar

Weldon Luciano - 09/04/2019

Morreu nas primeiras horas desta terça-feira, 9 de abril, o músico Edemmar da Costa Machado, conhecido popularmente como “Machadinho”. Membro efetivo da Academia de Letra e Artes de Santarém (ALAS) desde 2006, a entidade lamentou a perda e reconheceu a imensa contribuição do artista para a cultura local, por meio de uma Carta de Condolências, assinada pelo presidente da Alas, Anselmo Colares. Machadinho ocupava a cadeira 21, que tem como patrono o músico Joaquim Toscano.

 

Machadinho”, nasceu em 14 de abril de 1928 , em Aveiro (PA) e faleceu hoje, 09 de abril de 2019, em Santarém (PA), com 90 anos de idade.

 

“Neste momento de dor pela brusca partida, nos unimos aos parentes e amigos para compartilhar a dor da partida e ao mesmo tempo a crença de sua imortalidade junto à glória do pai”, destacou a carta.

 

Edemmar entrou para a história como um dos maiores cantores na categoria tenor do Pará, de sua época. Viveu intensamente a religiosidade do Círio de Nossa Senhora da Conceição, no período em que foi coordenador das festividades por 20 anos.

 

Apresentou-se ao lado de grandes seresteiros e fez muito sucesso na década de 1970, no programa Serenata da Rádio Rural, apresentado por Osmar Simões. Ao lado de outro músico, Laudelino Silva, apresentou o programa “Um cavaquinho e um violão dentro da noite”, na Rádio Clube de Santarém. Figurava sempre entre os convidados nos programas de auditório na época de ouro do rádio local.

 

O corpo de Edemmar Machado está sendo velado na Capela Mortuária da Igreja do Santíssimo, onde ocorre às 15h, uma cerimônia fúnebre e em seguida o sepultamento.  


  • Imprimir
  • E-mail