Alcoa Juruti
El Mexicano 2
churrascaria interno

Ponte frágil?

Redação - 07/04/2019

Lúcio Flávio Pinto.

 

Uma ponte de concreto com quase 900 metros de extensão e a altura de um prédio de oito andares, sobre um rio caudaloso e de intensa navegação, teria que ser construída e protegida para resistir a eventuais acidentes. Mas a ponte do Moju, com essas características, veio abaixo hoje de madrugada. A causa foi a colisão de uma balsa impulsionada por um empurrador, transportando rejeitos de dendê, com tonelagem ainda desconhecida. O choque provocou o desmoronamento do vão central da estrutura, com 200 metros de comprimento.

 

Deveria ser a parte mais resistente da obra, justamente porque é por seus vãos que está autorizada a navegação, em função da sua altura. A balsa pode estar ilegal. Esta é uma questão. A outra é: como teve um efeito tão desastroso? Não houve uma desproporção entre o impacto da composição fluvial e os danos causados à ponte? Essa desproporção resulta de algum erro de projeto? Ou é pela falta de manutenção?

 

Uma rigorosa investigação deve ser realizada para responder a essas dúvidas.


  • Imprimir
  • E-mail