Alcoa Juruti
El Mexicano 2
churrascaria interno

Criação de novos municípios, melhorias na infraestrutura e telefonia móvel foram reivindicações feitas durante sessão da Alepa em Santarém

Weldon Luciano - 22/03/2019

A criação de novos municípios, melhorias na infraestrutura e telefonia móvel foram reivindicações feitas durante sessão da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) em Santarém. O evento ocorreu no campus da Universidade Estadual do Pará (Uepa) e contou com a presença do Governador Helder Barbalho, do senador Zequinha Marinho, do presidente da Alepa Daniel Santos e outros 27 deputados estaduais, além de autoridade locais.  

 

Durante o evento, todos reforçaram a importância da parceria entre o poder Executivo, Legislativo e até mesmo o Judiciário em prol do desenvolvimento do Pará, com a meta de aproximar a população dos órgãos governamentais, afim de estabelecer uma relação de parceria para poder servir da melhor forma e corresponder aos anseios de todas as regiões do Estado.

 

Lideranças de movimentos expuseram diversas reivindicações aos parlamentares. Com faixas, espalhadas pelo auditório, um grupo reivindicou a criação de municípios, entre eles, Moraes de Almeida, que seria desmembrado do Município de Itaituba e Castelo dos Sonhos, que seria emancipado de Altamira.

 

Segundo os movimentos de emancipação, Moraes de Almeida, possui características favoráveis para se tornar um Município, além das condições econômico-financeiras, atendendo aos critérios exigidos pela Resolução Legislativa que dispõe sobre a criação de municípios.

 

Castelo dos Sonhos pertence ao município de Altamira. É o distrito brasileiro mais distante da sede do seu respectivo município, estando localizado a 970 km pelas rodovias Cuiabá-Santarém (BR-163) e Rodovia Transamazônica (BR-230). Devido a essa grande distância, o distrito possui uma ligação muito mais próxima com o município de Novo Progresso e com o município de Guarantã do Norte, no Mato Grosso. A Prefeitura Municipal de Altamira mantém uma subprefeitura no distrito, que é o órgão responsável pela administração local, mas os moradores reclamam da precariedade de serviços públicos.

 

Moradores da área da rodovia Transgarimpeira reivindicaram a implantação do abastecimento de energia elétrica por meio do programa Luz Para Todos. A Transgarimpeira começa na BR-163, em Moraes de Almeida, e atravessa dezenas de pequenos e grandes garimpos para acabar na beira do rio, na comunidade de Creporizão, onde vivem cerca de cinco mil moradores. Os temporais, as enxurradas, a erosão e a precária condição das pontes de madeira na rodovia, também fazem parte da rotina de quem vive por ali.

 

“Queremos serviço de telefonia móvel pra toda região do Tapajós e Baixo Amazonas”, dizia outra faixa. Vale ressaltar que a região sofre com a precariedade do sinal das telefonias que não pegam em diversas comunidades, além da péssima qualidade do serviço de internet, que deixa por várias vezes cidades da região sem acesso, causando imensos prejuízos.


  • Imprimir
  • E-mail