Alcoa Juruti
El Mexicano 2
churrascaria interno

Secretaria Regional de Governo e prefeitura de Santarém apontam retomada de obras como um grande legado do governo itinerante no Tapajós

Weldon Luciano - 21/03/2019

A retomada de obras paradas, entre elas a do Hospital Materno Infantil, pode ser considerado como um grande legado da realização do Governo Itinerante no Tapajós. É o que aponta o prefeito Nélio Aguiar e o Secretário Regional de Governo no Tapajós, Henderson Ponto. Além de romper o isolamento político que afetou a região por décadas, as obras que estão sendo implementadas em Santarém e nos demais municípios devem promover diversas melhorias para a população. 

 

“A gente precisa muito da presença do governo do estado, com investimento, com obras estruturantes, não só em Santarém como na região. A gente fica muito feliz com este compromisso de campanha resgatado por ele, fazendo um governo mais presente e dinâmico, recebendo e atendendo demandas. Temos também as obras inacabadas, que a gente espera ao longo do mandato. São obras que atendem não só Santarém, mas também toda a região”, ressaltou o prefeito Nélio Aguiar, durante a abertura das atividades do Governo Itinerante, na Universidade Federal do Oeste do Pará.

 

Entre as diversas atividades do governador Helder Barbalho previstas na região estão as visitas técnicas as obras do Estádio de Futebol Barbalhão, o Ginásio Poliesportivo de Santarém e o Terminal Hidroviário. Mas, a maior marca deste Governo Itinerante, seja a retomada das obras do Hospital Materno Infantil.

 

“O Hospital Materno infantil já foi atendido, vai pode dar um atendimento de saúde, principalmente para a mulher gravida. Vai ser uma maternidade de referência garantindo segurança no atendimento para o recém-nascido com todo suporte de UTI, por exemplo”, analisa Nélio Aguiar.  

 

O Secretário Regional de Governo também apontou o Hospital Materno Infantil como essencial para a cidade. “Fico muito feliz com a instalação do governo itinerante na região, de ver a presença não somente física das pessoas, mas de ver as ações que estão sendo realizadas em prol do oeste do Pará. É um compromisso do governador, que solicitou que o Hospital Materno infantil se transformasse em regional. Com certeza, o materno infantil marca um tempo novo para a região oeste do Pará”, conclui Henderson Pinto.


  • Imprimir
  • E-mail