Dengue
Vox interno
churrascaria interno

Aplicativo de mobilidade urbana para acionar mototaxistas chega a Santarém

Weldon Luciano - 01/03/2019

Santarém passa a contar com mais um aplicativo de mobilidade urbana, desta vez, por um sistema integrado por mototaxistas. Trata-se do MotoLeva, que é voltado exclusivamente à operação dos mototáxis credenciados ou legalizados que pretende interligar os usuários a todas as partes da cidade.

 

Esta é a primeira startup de mobilidade urbana do oeste do Pará voltada para veículos de duas rodas. Conforme apurou a reportagem do Portal OESTADONET, três aplicativos já estavam em atividade na cidade antes mesmo da elaboração do decreto que legalizou o serviço, assinado em janeiro pelo Prefeito Nélio Aguiar. O Urbano Norte, a Yet Go e o Taxi Santarém atuam somente com automóveis.  


Segundo os representantes do MotoLeva o projeto tem o objetivo de conduzir o usuário de maneira mais rápida e segura pela cidade e o mototaxista terá maior economia de tempo e custos. O lançamento da plataforma coloca Santarém no patamar de cidades onde o uso de aplicativos de carona paga se tornou comum, representando um avanço em termos econômicos e tecnológicos, além de representar um ganho tanto para a população quanto para os próprios mototaxistas. É uma opção a mais para os santarenos, que já consideram a motocicleta como uma alternativa para ir de casa ao trabalho, ou para executar qualquer outra tarefa do cotidiano.

Por meio do endereço eletrônico www.motoleva.com.br, usuários e colaboradores podem ter acesso ao aplicativo, além de maiores informações sobre o serviço.

 

Mototaxi em Santarém

 

O serviço de mototáxi em Santarém, existe desde os anos 2000, mas passou a ser regulamentado por meio de lei municipal somente no ano de 2016, executado sob a supervisão da Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT). Atualmente, a tarifa varia de acordo com os setores da cidade, entre R$ 6 e R$7, com exceção do setor 3, onde o preço da corrida deve ser combinado entre motorista e passageiro.  A tabela está em vigor desde maio de 2018. 


  • Imprimir
  • E-mail