banpara LCI julho 2024


São Raimundo emite nota, tenta minimizar hostilidade, mas fica evidente o desrespeito com profissionais da TV Tapajós

Portal OESTADONET - 21/01/2019

A Assessoria de Comunicação do São Raimundo Esporte Clube emitiu nota sobre o desentendimento ocorrido entre alguns integrantes da comissão técnica do time e a  equipe de reportagem da TV Tapajós, que ocorreu após o jogo entre São Raimundo e Águia de Marabá.

 

Na nota, a Diretoria e Comissão Técnica alegam "que não tentaram impedir o trabalho da imprensa", mas o que se pode concluir é que a direção do clube tenta minimizar o episódio, atribuindo a um  "ruído na comunicação", mas o que se viu pelas imagens gravadas foi um exemplo claro de desrespeito ao trabalho dos profissionais da imprensa. Além de agir de forma grosseira com profissionais no exercício de seu trabalho não cabe ao São Raimundo determinar como o trabalho da imprensa deve ser feito.

 

De acordo com o documento enviado a redação do Portal OESTADONET, "os profissionais do São Raimundo não quiseram impedir que o cinegrafista da TV Tapajós realizasse o seu trabalho, mas que o mesmo registrasse a situação que estava filmando de forma que não houvesse dúvidas para quem assistisse".

 

Segundo apurou a reportagem do Portal OESTADONET, Marco Lima e outros integrantes da comissão bateram boca com a repórter Tatiane Lobato e o cinegrafista Maurício Rebouças quando a equipe estava fazendo imagens do time e do protesto da torcida após o empate em 1 a 1 entre o time santareno e o Águia de Marabá.

 

Nota na íntegra

 

O São Raimundo Esporte Clube (SREC), lamenta o ruído de comunicação que ocorreu após o jogo entre São Raimundo e Águia de Marabá.

 

A Diretoria e Comissão Técnica vem a público esclarecer que em nenhum momento tentou impedir o trabalho da imprensa. O Clube reconhece e afirma o papel fundamental dos profissionais de comunicação.

 

Na ocasião em questão, os profissionais do São Raimundo não quiseram impedir que o cinegrafista da TV Tapajós realizasse o seu trabalho, mas que o mesmo registrasse a situação que estava filmando de forma que não houvesse dúvidas para quem assistisse.

 

O Auxiliar técnico, Marco Lima reforça ainda um pedindo de desculpa em especial para a jornalista Tatiane Lobato. “Não sou machista e não tinha a pretensão de desrespeitar ninguém. Peço desculpas se em algum momento passei essa imagem. Afirmo que lugar de mulher é onde ela quiser estar.

 

Diante dos fatos o Clube reitera o pedido de desculpas.




  • Imprimir
  • E-mail