Violência interno
Pro refis

Expositores do Salão do Livro de Santarém sofrem com atoleiros na Transamazônica

Weldon Luciano - 09/09/2018

Montagem de estandes da feira do livro sofreu atraso este ano -

Na primeira noite do XI Salão do Livro do Baixo Amazonas em Santarém, na sexta-feira (7), duas ausências foram sentidas: a Livraria Martins e a H&J Livraria Novos e Usados. Segundo apurou a reportagem do OESTADONET os expositores tiveram dificuldades para chegar em Santarém por conta dos buracos e de atoleiros na Transamazônica (BR-230) formados após as chuvas que atingiram a região nos últimos dias. Somente na manhã e tarde do sábado (8) que os stands foram arrumados com os livros que serão vendidos ao público.

De acordo com o representante da livraria H&J Livraria Novos e Usados, Luciano Cornélio, o caminhão que trazia os livros teve problemas mecânicos ao bater em um buraco e também teve dificuldades para passar pelos atoleiros. A viagem de Terezinha, no Piauí, para Santarém que deveria durar dois dias e meio, acabou sendo concluída em quase quatro dias.

“Aproximadamente 10 quilômetros da cidade de Uruará o caminhão atolou e ficamos umas três a quatro horas no local esperando que a estrada secasse para que a gente prosseguisse. Na segunda vez, já há alguns quilômetros após ter saído de Uruará o caminhão quebrou. Teve um problema mecânico por conta dos buracos e a gente perdeu ainda mais tempo, o que atrasou nossa chegada”, diz Luciano.

Ainda segundo o representante a ausência na primeira noite comprometeu o planejamento das vendas.  “Isso prejudica um pouco porque muita gente já veio ao evento ontem e aqueles já estão acostumados a comprar conosco entenderam a ausência como se a gente não tivesse vindo. Alguns veem o stand vazio e acabam comprando em outros lugares ou desistindo de comprar”.

Mesmo assim, Luciano Cornélio ressalta que as vendas em Santarém são sempre muito boas e que a livraria está motivada. “A gente já tem a parceria com a organização para participar das feiras não só daqui de Santarém como as outras do estado do Pará. O pessoal sempre procura pelo nosso material e a venda em Santarém é sempre satisfatória. Temos sempre uma boa recepção do público santareno e isso motiva a livraria retornar e participar deste grande evento”, conclui o representante da livraria.    


  • Imprimir
  • E-mail