Doe Sangue
Não a Violencia
Educação

Instituições de ensino superior de Santarém e Itaituba obtém índice médio de avaliação do MEC

Portal OESTADONET - 29/11/2017

De dezoito instituições de ensino superior de Santarém e Itaituba, com cursos presenciais regulares e à distância, avaliadas em 2016 pelo Ministério da Educação(MEC), através do resultado do Exame Nacional de Ensino(Enade), nenhuma obteve Indice Geral de Cursos(IGC) superior a 3, de uma escala de 1 a 5.

Foram avaliadas em todo o país 2.132 instituições e 307 tiveram nota na faixa abaixo de 3. As instituições que ficam com 4 e 5 são consideradas excelentes.

O IGC é um instrumento construído com base numa média ponderada das notas dos cursos de graduação e pós-graduação de cada instituição. Assim, sintetiza num único indicador a qualidade de todos os cursos de graduação, mestrado e doutorado da mesma instituição de ensino. O IGC é divulgado anualmente pelo Inep/MEC, imediatamente após a divulgação dos resultados do Enade.

Das instituições que oferecem cursos presenciais, a Universidade Federal do Oeste do Pará(UFOPA), a Faculdade de Itaituba(FAI), o Centro Luterano de Ensino Superior(Celus), o Instituto Esperança de Ensino Superior(Iespes) e a Unama/Santarém obtiveram índice 3. A Faculdade do Tapajós(FAT) obteve índice 2.

A UFOPA, que teve avaliados 14 cursos, recebeu conceito médio 2,26, conceito de mestrado 4,17 e conceito 4,5 por doutorado.

No Pará, também receberam indice 2, a Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Marabá ; Faculdade Pan Americana e Faculdade Teológica Batista Equatorial .

A instituição “reprovada” pode receber punições: não pode se expandir, ou seja, não pode construir novos campi, nem abrir cursos ou aumentar o número de vagas.  Cursos autorizados podem sofrer redução de vagas ou ter processos seletivos suspensos, após vistoria de especialistas.

 


  • Imprimir
  • E-mail