Da Redação de OEstadoNet
Santarém/Pará

Apesar de estarem alojados em uma casa da Diocese de Santarém, índios que buscam refúgio no Brasil por causa da crise econômica na Venezuela, estão perambulando pelas ruas do centro de Santarém, em busca de comida.

A cena se repete por toda essa semana, mesmo após a reunião de um grupo de entidades e órgãos públicos ter definido, na última quinta-feira, com a presença do procurador da república Camões Boaventura e de representante da FUNAI, que o grupo de 25 indígenas Warao receberia assistência dos órgãos públicos e apoio de alojamento da igreja Católica.

No encerramento das festividades de São Francisco, na quarta-feira(4), o padre Aldemar reforçou o pedido para que os católicos levassem um quilo de alimento não perecível para ajudar na alimentação dos indígenas.

Na manhã desta sexta-feira(6), o trabalhador autônomo Girleno registrou a imagem das mulheres índias pedindo comida na Garapeira Ypiranga.




Comente no Site (Clique Aqui)


Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Comente no Facebook (Clique Aqui)


Última modificação em Sexta, 06 Outubro 2017 09:38