Lúcio Flávio Pinto

A Alcoa pagou 240 milhões de reais à prefeitura de Juruti durante oito ano como royalty, que é a compensação financeira pela exploração da bauxita que existe no subsolo do município, no extremo oeste do Pará, na divisa com o Amazonas.

A empresa americana, líder mundial no setor de alumínio, também repassou R$ 44,5 milhões para a Associação das Comunidades da Região de Juruti Velho. A Acorjuve tem direito a um percentual nos lucros da mineradora, em nome de 52 comunidades do assentamento Juruti Velho. Seu presidente está no início do segundo mandato de três anos.

No total, R$ 285 milhões, que pode ser uma proporção pequena do faturamento da Alcoa, mas é bastante dinheiro para um município como Juruti. Está sendo bem aplicado?




Comente no Site (Clique Aqui)


Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Comente no Facebook (Clique Aqui)


Última modificação em Segunda, 04 Setembro 2017 16:59