Agência Pará

A servidora pública Georgina Maia, 55 anos, passa o ano poupando dinheiro para poder viajar. O destino preferido dela está no próprio Estado do Pará: Santarém, na região do Baixo Amazonas. “É muito bom poder viajar pelo Pará. Aqui temos verdadeiros paraísos ao nosso alcance”, comenta. Ela faz parte dos paraenses que não abrem mão de fazer turismo nas diferentes paisagens do Estado. O aumento de demanda de visitantes neste mês de julho deve ser de 16%, segundo estimativa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

O estudo também traz os dez destinos mais procurados pelos turistas no Estado, “um alerta para as micro e pequenas empresas dessas regiões turísticas”. Os mais procurados são Salinas, Mosqueiro, Marudá, Marajó, Cametá, Outeiro, Alter do Chão, Praia de Tucunaré (Marabá), Praia de Caripi (Barcarena), Ajuruteua (Bragança) e Algodoal (Maracanã). 

“Nosso Estado tem muita coisa bonita para mostrar. Em Alter do Chão, por exemplo, podemos alugar uma lancha e descobrir novos lugares. É muita comida gostosa e muita gente nova para conhecer”, diz Georgina. O comportamento de consumo de turistas como a servidora Georgina, ao viajar pelo Pará, acaba por provocar alta de consumo de 10%, aponta o estudo do Sebrae. O aumento se dá no consumo de roupas, acessórios, alimentos e bebidas.

Ainda segundo o estudo, 80% dos paraenses pretendem viajar nos fins de semana de verão; mais de 1/4 dos paraenses veem a praia como o principal atrativo da estação; 20% dos entrevistados afirma participar de algum festival de verão; seis em cada dez paraenses pretendem viajar para destinos regionais em julho; cidades com praias são as favoritas (30%), seguidas pelas cidades com rios (26%) e cidades com clima mais pacato e interiorano (25%).

Incentivo – Segundo o secretário de Estado de Turismo, Adenauer Goes, o governo vem investindo para estruturar os produtos turísticos paraenses. Entre estes investimentos estão melhorias com novos equipamentos, dos serviços prestados, sinalização e informação, capacitação profissional, infraestrutura urbana, acessibilidade, gestão qualificada e promoção do destino Pará, bem como em algumas estruturas específicas de turismo, como é o caso, por exemplo, do Terminal Hidroviário de Belém.

A Setur também trabalha com o empresariado local para fortalecer as estratégias que viabilizam o fluxo de pessoas e a entrada de divisas no Estado, incrementando assim a economia. É o caso, por exemplo, do novo ferry boat que faz a viagem para o Marajó. “Um equipamento de primeira de linha, com a prestação de serviço de qualidade e estrutura moderna. Em breve, teremos uma nova lancha rápida para Soure e Salvaterra”, destaca o secretário.

Passaporte Pará – O programa nasceu com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento do turismo interno do Estado, contemplando, também, a valorização do servidor público. O programa é uma ferramenta que permite a melhoria de qualidade de vida do servidor, com a possibilidade de viajar durante as férias do serviço público, bem como alavancar a economia interna, com um custo o mais baixo possível, especialmente no que diz respeito à hospedagem e outros serviços turísticos.

Os interessados em acessar o Passaporte Pará podem procurar as agências de turismo receptivo do Estado cadastradas na Associação Brasileira das Agências de Viagem (Abav) e ter mais informações no site www.passaportepara.com.br. As compras são viabilizadas pelas agências de viagens de turismo receptivo especialmente preparadas para atender esta demanda local.




Comente no Site (Clique Aqui)


Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Comente no Facebook (Clique Aqui)


Última modificação em Segunda, 10 Julho 2017 08:24